De respeito a gentilezas: 10 passos para revigorar seu casamento

Posted on 4/25/2015 by UNITED PHOTO PRESS MAGAZINE


 Por que depois de alguns anos muitos casamentos podem "perder a graça"? 

No livro O Anel que Tu Me Deste - O Casamento no Divã (Editora Artemeios), lançado em 2011, a terapeuta familiar Lídia Aratangy tenta responder à questão. 

O livro aponta as queixas mais comuns entre os casais. Enquanto os maridos reclamam da ausência de interesse sexual e desleixo com a aparência, a lista das reclamações femininas vai da falta de atenção nas conversas à pouca colaboração nas tarefas domésticas. 


A boa notícia é que é possível resgatar o lado bom do relacionamento. Para a sexóloga Regina Navarro Lins, autora de A Cama na Varanda, O Sexo no Casamento e O Livro de Ouro do Sexo, todos da Editora Best Seller, algo essencial é os parceiros respeitarem suas individualidades e terem amigos e programas separados. Confira a seguir algumas dicas preciosas para incrementar sua relação: 

1. Exponha desejos e vontades ao outro sem esperar que ela ou ele adivinhe seus pensamentos; 

2. Negocie interesses divergentes e estabeleça com clareza os próprios limites; 

3. Faça programas com amigos (de ambos, juntos ou separados) e também mantenha interesses e amizades independentes uns dos outros; 

4. Encontrem um hobby para praticar juntos, como dança de salão, atividades físicas ou um trabalho voluntário; 

5. Casais que vivem em harmonia têm em comum a admiração mútua, que permanece apesar de anos de convivência conjugal; 

6. Além de serem ousados, os cônjuges devem permitir que a renovação do relacionamento aconteça. É com abertura que surgem transformações capazes de imprimir dinamismo à relação; 

7. Transforme pensamento em ação: se você quer fazer sexo em vez de assistir à televisão, diga com jeito o que está sentindo, sem cobranças; 

8. Os homens precisam se dar conta da importância da divisão de tarefas. Estudos mostram que essa atitude está intimamente ligada à satisfação feminina no casamento; 

9. Cuidar da aparência é um bom começo para elevar a autoestima e ser valorizado pelo outro; 

10. As primeiras tentativas de mudança não são fáceis. Por isso, sempre vale insistir.